ABCasa Social promove reforma de cômodo insalubre e curso de formação de jovens

Com o objetivo de promover ações sociais que gerem impacto profundo na sociedade, sobretudo na população menos favorecida, a ABCasa (Associação Brasileira de Artigos para Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas e Flores) lançou, no final de 2018, o núcleo ABCasa Social.

Coordenado pelos associados Cássio Berbari, da Porcelana e Cia, Monica Wipfli, da Corporação de Ofícios, e Rossana Simonato, da Nusa Dua, o ABCasa Social financia ações relacionadas ao setor de casa e decoração que se alinhem à missão da associação, buscando projetos que gerem bem-estar e melhore a qualidade de vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Através de entidades de assistência social, criteriosamente escolhidas, a ABCasa disponibiliza uma verba de seu orçamento anual para aplicação em projetos relevantes na sociedade.

As primeiras ações do núcleo incluem a reforma de moradias insalubres, através da Moradigna, negócio social especializado na melhoria de habitações de famílias carentes que atua em toda a Zona Leste de São Paulo, e o financiamento de cursos de qualificação de mão de obra, por meio da Fundação Julita, uma ONG na zona sul da capital paulista que atende 1.200 pessoas por dia.

Moradigna

Idealizada e coordenada pelo engenheiro civil Matheus Cardoso, a Moradigna é um empreendimento social lançado em 2015, cujo objetivo é reformar casas em condições insalubres (mofo, umidade, rachaduras) em curto espaço de tempo. Em pouco mais de três anos de atuação, já executou mais de 500 reformas, beneficiando mais de 2.000 pessoas.

Morador do Jardim Pantanal, bairro com casas ainda sem saneamento básico e constantemente atingido por enchentes, o jovem engenheiro usa sua experiência para promover reformas planejadas, oferecendo material, gestão e mão de obra, com pagamento facilitado em 12 vezes sem juros e garantia de 12 meses.

Matheus explica que a parceria com a ABCasa é muito importante, pois possibilita que pessoas em condição de vulnerabilidade, já selecionadas pelo serviço de assistência sócio familiar do bairro, tenham acesso a uma casa mais digna. Segundo ele, a pessoa precisa morar bem em sua própria casa.

Para ele, associações como a ABCasa, que veem impacto social como um propósito, é que fazem com que o Moradigna funcione. O projeto tem grandes parceiros na área de materiais para construção, que são os principais players do mercado, além das empresas que concedem o crédito aos clientes. “Esses dois pilares, materiais de qualidade e concessão de crédito, são os responsáveis por garantir que o Moradigna tenha condições de mudar a vida de tantas pessoas”, destaca.
 

Matheus Cardoso, da Moradigna, com o morador beneficiado pela reforma financiada pela ABCasa (foto: Marcos Credie)

A primeira obra da parceria ABCasa e Moradigna foi realizada na segunda quinzena de janeiro, em uma casa simples no Jardim Pantanal, onde vivem três adultos e três crianças. Selecionada pelo Serviço de Apoio Sócio Familiar da Prefeitura de São Paulo (SASF), a habitação ganhou um cômodo em condições salutares de habitação.

Financiada integralmente pela ABCasa, a obra contou com o reboco de quatro paredes, abertura e instalação de janela, colocação de piso e porta, aplicação de pintura, além de instalações elétricas com três tomadas, interruptor e um ponto de luz.

Luciano Silva Oliveira foi o beneficiado pela reforma. “O quarto era muito bagunçado e não tínhamos condições financeiras para consertá-lo. Por isso, agradeço imensamente o Moradigna e a ABCasa pela reforma que fizeram”, ressalta.

Cássio Berbari exalta a ideia do engenheiro, que vivenciou os problemas do bairro e busca melhorar a vida dos moradores. “Subsidiada por grandes empresas do setor de construção, a Moradigna faz reformas não no aspecto decorativo, como mudar a cor da parede, mas sim de rebocar paredes, colocar revestimentos de cerâmica ou mesmo construir um banheiro”, destaca.

O empresário ainda explica que o objetivo do projeto é ajudar pessoas com medidas reais de alto impacto social. Ele acredita que qualquer pessoa tem o bem dentro de si e que às vezes falta alguém para liderar, gerir ou colocar isso em prática. “A oportunidade de trabalhar nesse núcleo nada mais é do que a concretização desse sentimento. Aliado à estrutura da ABCasa, todas as ideias se transformam em ações reais, que certamente melhorarão a vida de muitas pessoas”, completa.

Matheus faz questão de lembrar que a ABCasa é a primeira associação no segmento que apoia a Moradigna. “Por ser uma associação, mostra o poder do coletivo para causar essa transformação e a atenção e o cuidado em ter soluções de impacto social que estão diretamente relacionados ao core business da instituição, agregando valor a todos os envolvidos”, destaca.

Dentro do núcleo ABCasa Social, a cada três meses uma residência selecionada pelo SASF será beneficiada com a reforma.

Fundação Julita

Outra entidade beneficiada pelo ABCasa Social é a Fundação Julita, que atende crianças, adolescentes, jovens e famílias em geral da comunidade do Jardim São Luís e bairros vizinhos; Jardim Fim de Semana, Novo Santo Amaro, Capão Redondo, Riviera, Jardim Ibirapuera, Monte Azul, Jardim Ângela, Piraporinha, entre outros. Diariamente, a entidade atende cerca de 1.200 pessoas, com idades entre 4 meses e 60 anos ou mais. É reconhecida como uma das 100 melhores ONGs do Brasil para se doar, segundo avaliação do Instituto Doar e de Rede Filantropia, divulgada em 2018.

Com o investimento de R$ 60.000, a parceria promoverá um curso de formação de jovens para atuarem no setor de casa e decoração. Ministrado de segunda a sexta, com total de 300 horas/aula, o curso terá duas turmas (manhã e tarde), com 20 alunos cada, e oferecerá certificados aos participantes.

“Pensamos em um curso de qualificação de mão de obra, com tópicos voltados para o que nosso associado precisa. Participante do programa Jovem Aprendiz, a ideia não é só apenas financiar o curso, mas dar oportunidade para esses jovens já saírem com emprego garantido e com esperança de um futuro de sucesso”, lembra Berbari.

Rossana Simonato explica que os projetos sociais constituem uma possiblidade concreta de mudança na realidade das comunidades carentes. “Tanto a reforma de ambientes insalubres quanto a criação de oportunidades de emprego através de cursos de qualificação de mão de obra, com certeza são ações que trarão um grande benefício a essas pessoas”, ressalta.

Para Monica Wipfli, o núcleo ABCasa Social promove ações que impactam as pessoas carentes de várias formas: “De uma maneira emergencial, ao reformar uma casa e melhorar imediatamente a qualidade de vida de uma família, ou através de um projeto de longo prazo, que prepara jovens para o mercado de trabalho, impactando de forma positiva toda a nossa sociedade”, conclui.

Participe da quarta edição da ABCasa Fair, sétima maior feira do mundo e maior da América Latina de artigos para casa e decoração. A feira será realizada de 21 a 25 de fevereiro de 2019, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). Se você está em busca de tendências e lançamentos do mundo todo reunidos em um só lugar, com a presença das maiores empresas do Brasil, faça seu credenciamento agora mesmo. Você evita filas e garante a melhor experiência de compra do setor, que vai mudar a história de vendas da sua loja. Marque na agenda e acesse o link para o credenciamento: http://www.abcasafair.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
X