Showing posts tagged with: abcasa
22out
Inclusão social: ABCasa Fair contou com a presença de atendentes com síndrome de Down
ABCasa Fair

Integrantes da equipe da ABCasa Fair com atendentes do projeto PAE

A terceira edição da ABCasa Fair, realizada entre os dias 17 e 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP), contou com a presença de jovens com Síndrome de Down, que trabalharam durante a feira prestando atendimento em vários departamentos.

A ação foi resultado de uma parceria entre a ABCasa e o PAE (Programa de Atendentes Eficientes), uma associação sem fins lucrativos que reúne pais voluntários, empenhados em abrir as portas da inclusão, através do trabalho, para seus filhos com necessidades especiais.

O objetivo do PAE é encontrar alternativas concretas para que os jovens tenham a oportunidade de se inserir no mercado de trabalho de maneira profissional e independente, com a menor intervenção possível, atuando nos mercados de feiras, eventos, congressos, turismo, entre outros.

A equipe atual de atendentes é formada, em sua maioria, por jovens que foram treinados para várias funções nesses eventos, sendo alguns já capacitados pelo IMREA (Instituto de Reabilitação), da Faculdade de Medicina da USP – Fundação Lucy Montoro, e pela ABEOC-SP (Associação Brasileira de Empresas de Eventos). Também fazem parte da equipe jovens de outras instituições, entre elas a ADID (Associação para o Desenvolvimento Integral do Dow).

A ABCasa incentiva seus associados a acolherem esses jovens atendentes em suas empresas. A jornada de trabalho é de, no máximo, oito horas, com um intervalo de uma hora para almoço. Um monitor acompanha a chegada e a saída dos atendentes, distribuindo-os nos postos de trabalho e na hora da refeição. O valor do investimento, por dia, é de R$ 150,00 (líquido) e refeição. A diária para o monitor, caso a empresa solicite, é igual à dos atendentes.

O PAE também está aberto para acolher novos pais voluntários que compartilhem do ideal de uma inclusão sem barreiras.

Leia Mais


19out
ABCasa conquista o selo Great Place to Work
ABCasa

Sempre aprimorando seus processos para oferecer serviços de excelência aos seus associados e ao mercado, a ABCasa conquistou em agosto o selo Great Place to Work (Melhores Empresas para Trabalhar), chancela de padrão internacional que atesta que a entidade oferece um ótimo ambiente de trabalho aos seus colaboradores.

O GPTW é uma autoridade global quando se trata de trabalho, atuando em mais de 50 países, sempre com o objetivo de auxiliar organizações a se adequarem ao selo de qualidade, ajudando-as a aproveitar o melhor das pessoas e atingir resultados excepcionais e, acima de tudo, sustentáveis.

Para conquistar o selo, válido por um ano, a ABCasa passou por uma avaliação externa a partir de uma pesquisa e diagnóstico do clima organizacional, que mediu, de forma prática, a percepção dos funcionários em relação à entidade. O resultado, que foi de 69,5 pontos, em uma escala de 0 a 100, conferiu à associação a certificação de melhor empresa para se trabalhar.

Para Vanessa Vilela, gestora de Recursos Humanos da ABCasa, quando se transforma a qualidade do ambiente de trabalho, é possível também transformar os valores e a maneira com que as pessoas se relacionam dentro e fora da empresa, contribuindo para a melhoria da sociedade.

“Além disso, ser certificado garante para a ABCasa solidez, responsabilidade, facilidade nas relações de negócios, maior segurança, sustentabilidade e melhorias nos processos produtivos”, destaca.

Mais informações sobre o GPTW podem ser obtidas no site https://gptw.com.br/.

Leia Mais


17out
Design, arte, urbanismo e patrimônio foram abordados no Fórum Mundial Niemeyer, apoiado pela ABCasa
ABCasa Cultural

“As pessoas gostam de organizar o seu espaço e o designer de interiores, na sua formação específica, leva em conta a singularidade dos indivíduos”, disse a professora da escola de Belas Artes da UFRJ, Nora Geoffroy, na palestra de abertura do Fórum Mundial Niemeyer, realizado no Rio de Janeiro, entre os dias 16 e 19 de outubro.

O encontro que, ao longo de 4 dias discutiu propostas, projetos e práticas efetivas relacionadas ao design, à arte, urbanismo e patrimônio que possam contribuir para um mundo mais solidário e humano, teve a ABCasa como uma de suas apoiadoras institucionais.

Organizado pelo Instituto Niemeyer de Políticas Urbanas Científicas e Culturais, em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-RJ) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), o fórum reuniu 31 especialistas no Teatro Adolpho Bloch, que abordaram temas como a contribuição social do designer, a arte como elemento de inclusão social, gestão do patrimônio cultural e humanização das cidades por meio do tempo.

O designer Hans Donner, que criou a logomarca da Globo, durante palestra no teatro Adolpho Bloch

Esta última, do designer alemão radicado no Rio, Hans Donner, arrebatou a plateia. “A bola é a forma mais perfeita”, declarou Donner, ao falar de sua trajetória de sucesso na TV Globo e da importância da identidade visual para a relevância de marcas e produtos. Ele ainda compartilhou o seu processo criativo no desenvolvimento do Timension, relógio que traz o conceito de design do tempo e que se tornou um cobiçado gadget.

Saiba mais sobre o fórum em: http://www.institutoniemeyer.org/evento-forum-mundial.

Leia Mais


17out
Yoss já prepara novidades para a primeira edição da ABCasa Natal & Festas
ABCasa Natal e Festas

Atuante no ramo de artigos de decoração para festas, a Yoss é uma marca da Representações Yoshida, associada da ABCasa, que estará presente na ABCasa Natal & Festas, que terá sua primeira edição realizada de 30 de maio a 2 de junho de 2019, no Anhembi, em São Paulo (SP).

Trabalhando com importação e exportação, busca sempre inovar e incorporar novas peças à sua linha de produtos, garantindo uma grande diversidade de adornos e outros ornamentos comumente utilizados em festas e eventos.

 

 

A Yoss deverá destacar na feira sua linha de vidros, a mais procurada pelos lojistas. Outro destaque será a renovação da linha de artigos dourados e bandejas decoradas para a cozinha, produtos que sempre fazem sucesso com os clientes.

Assim, as expectativas da Yoss para a ABCasa Natal & Festas são muito positivas, uma vez que o evento trará novas possibilidades de captação de clientes, proporcionando maior divulgação da marca e dos produtos por ela oferecidos.

 

 

Mais informações podem ser obtidas no site https://yoshidafestas.com.br/marca/yoss.

Leia Mais


08out
DCI: Varejo de artigos de decoração faz do e-commerce uma vitrine para vendas
Clipping

Surgimento de um novo perfil de consumidor, mais exigente e conectado, empurrou players do segmento para o universo online; em 2017, o faturamento desse mercado atingiu R$ 54,1 bilhões

Frente às mudanças de mercado e a forte incursão das plataformas online no setor do comércio, varejistas de artigos para casa e decoração começam a enxergar no e-commerce uma oportunidade para acelerar as vendas tanto nos canais virtuais como físicos.

“Sem dúvida o comércio eletrônico é uma realidade para qualquer negócio. Nesse setor, o varejista tem que pensar nos consumidores sem tempo para ir até a loja ver o produto. O e-commerce pode ser muito mais consultivo para pesquisa de produtos nesse caso. Ainda há a necessidade de sentir o material pessoalmente”, afirmou a professora de economia especializada em varejo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Vania Dohme.

De acordo com ela, as lojas físicas de artigos de decoração vêm assumindo o papel de um ambiente de experimentação daquilo que o cliente viu no comércio eletrônico, o qual pode ser visto como uma “vitrine virtual.”

Em 2017, esse mercado como um todo movimentou R$ 54,1 bilhões no Brasil, com destaque para a região do Sudeste – responsável por 46,2% desse faturamento, segundo os dados da Associação Brasileira de Artigos para Casa e Decoração (ABCasa).

Segundo o presidente da entidade, Renato Orensztejn, no período pós-crise, os players desse segmento tem buscado se adaptar aos novos canais de venda por meio da ampliação de seus portfólios de produtos; apostando na especialização em nichos de mercados específicos.

Na prática

Um dos exemplos de negócio que está em linha com às visões de segmentação de mercado e crescimento da relevância do ambiente online nos negócios é a rede de lojas Tânia Bulhões, voltada para o comércio de louças. “As nossas vendas no e-commerce têm crescido muito em função do nosso investimento em campanhas nas redes sociais”, argumentou o CEO da rede, Marcelo Nogueira.

De acordo com o executivo, o comércio online é responsável por 20% das vendas totais do negócio. Para Nogueira, os aportes no ambiente online refletem também uma maior recorrência de clientes mais jovens nas lojas, gerando também uma reformulação no portfólio de produtos e embalagens da empresa. “Vemos a necessidade de colocar mais jovialidade para a marca”. O tíquete médio está em R$ 800.

Outra estratégia mencionada pelo executivo diz respeito às listas de casamento, que funcionam como um “catalisador” de vendas para o negócio, tendo em vista o foco em louças e pratarias. “Normalmente, quando a noiva ganha os nossos produtos já vira uma cliente. As madrinhas do casamento também tem, no geral, mais ou menos a mesma idade de quem está se casando”, disse.

Já o diretor administrativo da rede Breton, André Rivkind, afirmou que atende um público um pouco mais amplo e enxerga uma exigência maior dos consumidores em virtude do acesso à informação, independente da idade. “Nosso público pertence à Classe A e a faixa-etária é de 25 até 60 anos”, observou Rivkind.

O executivo diz, sem citar cifras, que o crescimento das vendas online vem evoluindo 50% anualmente. Mesmo com tal evolução, a representatividade do canal virtual diante das vendas totais ainda é pequena, cerca de 5%.

“O consumidor acaba vendo na nossa loja online e a conversão de compra acaba ocorrendo mais no ponto físico”, disse. Segundo ele, atualmente o e-commerce ainda está mais alinhado ao papel de vitrine.

Leia Mais


Credencie-se para a próxima ABCasa Fair