Showing posts tagged with: varejo
Derek Miller, vice-presidente da IHA, fala sobre a história e a importância do Prêmio gia
ABCasa Fair

Desde a sua criação, no ano 2000, o IHA Global Innovation Awards (gia), da International Housewares Association, cresceu rapidamente para se tornar uma das honrarias de maior prestígio no varejo de utilidades domésticas.

Até o momento, mais de 400 varejistas, de cerca de 50 países, em seis continentes, experimentaram em primeira mão o que significa ganhar o gia em seu país e viajar para Chicago para competir nas finais globais do International Home + Housewares Show.

Para ajudar os varejistas brasileiros a entender melhor como o gia ganhou estatura para se tornar uma honra tão valiosa, recentemente entrevistamos Derek Miller, vice-presidente de marketing global da International Housewares Association (IHA). Juntamente com o International Home + Housewares Show, o IHA é o patrocinador global do gia.

Por que o IHA criou o gia?

Derek: Sentimos a necessidade de fornecer reconhecimento nacional e mundial pela excelência no varejo de utilidades domésticas. Uma extensa pesquisa no final dos anos de 1990 indicou que não havia nenhum prêmio especialmente criado para homenagear os varejistas por suas realizações em alcançar o consumidor com práticas de negócios inovadoras e exibições criativas de merchandising visual.

Quando o gia foi oficialmente lançado?

Derek: Lançamos oficialmente o gia no International Home + Housewares Show, em 2000, juntamente com 13 parceiros de publicações comerciais de housewares inaugurais de todo o mundo. Os primeiros prêmios foram concedidos a varejistas dos cinco continentes na Feira Internacional de Utilidades Domésticas e Utilidades Domésticas de 2001.

Quantos países temos atualmente no gia?

Derek: Atualmente, temos 29 patrocinadores do gia, publicações sobre comércio de utilidades domésticas, gerenciamento de programas nacionais em seus países e territórios. Juntas, essas revistas alcançam varejistas em mais de 50 países. E a lista de participantes continua crescendo a cada ano.

Qual é o papel da International Home + Housewares Show no programa global da gia?

Derek: Uma vez que cada patrocinador nacional escolheu seu vencedor anual, o processo do gia global começa em Chicago. Ela culmina em nosso Show, em março, onde todos os vencedores são amplamente honrados. Além disso, o Júri de Especialistas Globais seleciona até cinco homenageados globais do gia.

Por que um varejista deve participar do gia?

Participar do gia é um ótimo processo de aprendizado. Muitos vencedores nos disseram que uma das coisas mais benéficas em participar é que trabalhar com as informações e materiais do gia realmente fez com que eles dessem uma olhada em seus negócios – o que eles fazem certo e o que ainda poderiam fazer melhor, tudo nos processos e detalhes.

O que também é visto como muito benéfico são as várias oportunidades educacionais e de benchmarking na International Home + Housewares Show, em Chicago. Networking com os outros varejistas de gia de todo o mundo e as discussões e conselhos dos jurados especializados trazem novas ideias e inspiração – ferramentas para desenvolver ainda mais o negócio.

Além disso, ganhar o Prêmio gia significa que sua loja é globalmente reconhecida e recompensada por inovação e excelência, e que sua empresa pertence ao grupo dos melhores varejistas de utilidades domésticas em todo o mundo. Então, é um grande encorajamento e, muitas vezes, um abridor de portas.

Como um varejista pode melhorar suas chances de ganhar o gia?

O Prêmio gia foi criado com o objetivo de promover a inovação e a excelência no varejo de utilidades domésticas em todo o mundo. Os critérios de avaliação incluem várias categorias de negócios:

  • Missão geral, visão e estratégia
  • Design e layout da loja
  • Visual merchandising, displays e vitrines
  • Marketing, publicidade e promoções
  • Atendimento ao cliente e treinamento de equipe
  • Inovação

Então, na verdade, trata-se de todos os aspectos do varejo, sendo a inovação a palavra-chave: como você está inovando nas práticas de negócios, desde atendimento ao cliente até campanhas de marketing e de acessórios de loja até exibições de produtos. O importante, é claro, é que os varejistas que participam realmente analisem seus negócios e contem sobre as inovações que fazem, incluindo exemplos de campanhas promocionais criativas ou formas especiais de motivar a equipe, por exemplo.

Além disso, é muito importante fornecer boas fotos da loja e as melhores exibições. Além de visual merchandising e displays sendo um elemento importante no julgamento geral da competição, há um prêmio especial global para este componente, o prêmio Martin M. Pegler de Excelência em Visual Merchandising.

Por que é tão prestigioso pertencer ao clube dos vencedores do gia?

Derek: Os vencedores nacionais do gia são verdadeiramente os maiores varejistas de utilidades domésticas em seus respectivos países. Primeiro, eles recebem um amplo reconhecimento nacional por suas realizações. Em seguida, convidamos os vencedores para irem a Chicago, para nosso Show, onde serão homenageados em um palco global. Há uma exclusiva e elegante noite de gala, uma exibição de fotos especiais no piso da exposição e banners grandes mostrando as melhores configurações de visual merchandising de cada vencedor. Além disso, os vencedores se beneficiam da extensa exposição à imprensa global, além da chance de interagir com os melhores entre os varejistas de utilidades domésticas. Os vencedores nos dizem repetidas vezes qual foi o impacto positivo que um vencedor do gia teve em seus negócios.

Quanto tempo é preciso para coordenar o gia?

Derek: É realmente um processo de um ano. Uma vez que os patrocinadores nacionais tenham escolhido seus vencedores, os portfólios dos varejistas são enviados para o júri global, que posteriormente selecionará até cinco gia Global Honorees no International Home + Housewares Show, em março. Ao mesmo tempo, nós da IHA planejamos todas as atividades e eventos do gia em nosso Show e coordenamos os itinerários de viagem dos vencedores.

Por último, que mensagem especial você tem para os varejistas brasileiros?

Derek: Eu quero encorajar os mais inovadores varejistas de artigos para o lar a se apresentarem e participarem do programa gia Brasil para que o melhor dos melhores tenha a oportunidade de competir no programa global do gia. É uma experiência altamente gratificante e estimulante ser um vencedor nacional da gia e desfrutar de todas as honras em Chicago, no International Home + Housewares Show, que acontece entre os dias 2 e 5 de março.

As inscrições para o Prêmio gia podem ser feitas no site www.premiogia.com.br.

Leia Mais


Prêmio gia: Brasil poderá ter a melhor loja de artigos para casa do mundo
ABCasa Fair

ABCasa assume a organização da etapa nacional da tradicional premiação anual realizada pela IHA, dos Estados Unidos

Lojas de todo o Brasil poderão participar da maior premiação mundial do varejo de artigos para casa. Trata-se do Prêmio gia (Global Innovation Awards), cuja etapa nacional estará, a partir da próxima edição, a cargo da ABCasa – Associação Brasileira de Artigos para Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas e Flores.

O Prêmio gia foi criado em 2000 pela IHA (International Housewares Association), sediada nos Estados Unidos. Reunindo cerca de 40 países, a premiação tem como principal objetivo estimular a evolução do setor, analisando características específicas visando, principalmente, a inovação.

Realizado anualmente, o Prêmio gia acontece em duas etapas: nacional e internacional. A etapa nacional é realizada por uma publicação ou associação responsável em cada país – o que, no Brasil, será responsabilidade da ABCasa.

Para a etapa internacional, todas as lojas vencedoras dos países participantes são avaliadas por um júri especializado, onde cinco estabelecimentos são premiados como as melhores lojas de varejo de produtos de artigos para casa do mundo, recebendo o Prêmio gia Global Honorees.

Etapa nacional

A etapa brasileira do Prêmio gia será realizada em duas fases: os cinco finalistas nacionais serão conhecidos durante a próxima edição da ABCasa Fair, maior feira da América Latina de artigos para casa, decoração, presentes, utilidades domésticas, festas e flores, que acontecerá entre 17 e 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). O evento terá, inclusive, um lounge totalmente dedicado à premiação.

As lojas inscritas serão julgadas por uma comissão formada por profissionais qualificados do segmento, que vão analisar as seguintes categorias: Missão, Visão e Estratégia; Design e Layout da Loja; Visual Merchandising; Vitrines e Displays; Marketing, Publicidade e Promoções; Atendimento ao Cliente e Treinamento de Equipes; e Inovação.

A segunda fase virá em setembro, quando será realizado um jantar de gala para divulgação da loja que será a grande vencedora.

A loja campeã garante uma viagem para a feira International Home + Housewares Show, que acontecerá entre 2 e 5 de março de 2019, em Chicago, e sediará a etapa mundial do Prêmio gia, onde serão conhecidos os cinco vencedores.

“Não medimos esforços para trazer o Prêmio gia ao Brasil. Será uma premiação muito séria, com profissionais de renome no júri e uma grande festa para reconhecer as melhores lojas do Brasil. Os vencedores terão visibilidade internacional, concorrendo com estabelecimentos do mundo inteiro, tornando-se referência do setor”, explica o presidente da ABCasa, Renato Orensztejn.

Mais informações sobre o Prêmio gia poderão ser encontradas no site www.premiogia.com.br.

Leia Mais


Novas lojas de artigos para casa e presentes são abertas em diversas regiões do Brasil
Economia

O mercado de artigos para casa e presentes está bastante aquecido. Prova disso é a abertura de diversas lojas em várias regiões brasileiras.

Recentemente, divulgamos  que duas lojas serão inauguradas no Estado de São Paulo ainda em junho: a Preçolândia, na Avenida Sumaré, e a Lojas União – Família 1a99, no Atrium Shopping, em Santo André.

Mas não para por aí. Confira mais novidades e movimentações do mercado:

Magazine Luiza abre nove lojas em Goiás

O Magazine Luiza vai inaugurar neste dia 15 de junho nove lojas em Goiás, sendo quatro em Goiânia, duas em Anápolis, duas em Aparecida de Goiânia e uma em Jataí. Ao todo, foram contratados 900 funcionários para atuar nas lojas, que receberam investimentos de R$ 900 milhões. Também consta das novidades um Centro de Distribuição em Hidrolândia, com 10 mil metros quadrados, para atender as novas unidades. “Goiás continua crescendo e se projetando nacionalmente. Confiamos no Brasil, em seu grande potencial”, destaca Luiza Trajano.

Mais uma gigante japonesa chegando

Mais uma gigante japonesa está chegando: trata-se da Muji Pop Up Store, que funcionará, em caráter temporário, na Japan House (Avenida Paulista, 52). A loja estará em operação no local entre 19 de junho e 22 de julho, oferecendo utensílios para casa, roupas, artigos para viagem, itens de papelaria e móveis, entre outros.

L’oeil de endereço novo em São Paulo

A divisão corporativa da L’oeil, tradicional marca que atua no mercado de decoração desde 1994 e com forte presença no segmento hoteleiro, está de casa nova em São Paulo (SP): na Praça Benedito Calixto, 182, em Pinheiros. Além do segmento hoteleiro, essa divisão atua em outras áreas, como clubes, shoppings, consultórios, hospitais, restaurantes, escritórios, indústrias e lojas.

Dadalto se torna franquia

A Dadalto, tradicional varejista capixaba de artigos para o lar, com mais de 80 anos no mercado, anunciou que vai se tornar franquia, com pretensão de abrir 25 lojas em todo o Estado. A primeira delas já foi inaugurada: no Shopping Carone Mall, em Serra (ES).

Nova unidade da Casa China em Curitiba

Curitiba (PR) vai ganhar uma nova unidade da Casa China. A loja será aberta em julho, no Bacacheri, no antigo prédio em que funcionava o Frigosul, em imóvel estava abandonado desde 2004. A antiga estrutura do frigorífico, com refrigeradores e balcões de corte, deu espaço à inúmeras prateleiras repletas de utilidades domésticas, brinquedos, roupas e alimentos. A loja terá estacionamento para 200 carros.

Gift Co. abre segunda loja física em Curitiba

Curitiba ganha outra loja do segmento: a Gift Co., além do site, passa a contar com mais uma operação física na cidade. A segunda loja de presentes e decorações da marca estará no PolloShop, no bairro Alto da XV.

Sabe onde encontrar as principais marcas, tendências e lançamentos do mercado de artigos para casa, decoração, presentes, utilidades domésticas, festas e flores? Na ABCasa Fair 2018, de 17 a 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo. Estamos preparando tudo para oferecer o melhor ambiente para lojistas e profissionais fecharem excelentes negócios. O credenciamento é rápido e gratuito! Clique aqui e inscreva-se!

Leia Mais


33% dos micro e pequenos empresários do varejo estão otimistas com Copa do Mundo
Economia

A Copa do Mundo da Rússia vai começar nesta semana e os micro e pequenos varejistas estão otimistas com o evento.

Varejo Copa do Mundo

De acordo com dados da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), 33% dos micro e pequenos empresários do varejo acreditam que a competição pode aumentar as vendas do comércio. Souvenirs (80%), comércio eletrônico (72%), bares e restaurantes (68%) são os segmentos que mais devem ter suas vendas aquecidas.

Para o presidente da FCDLESP (Federação de Câmaras Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), Mauricio Stainoff, além dos setores já citados, o grande varejo também pode sentir os efeitos positivos da Copa do Mundo.

“O aquecimento no comércio eletrônico, por exemplo, pode ser influenciado pela compra de televisores. Estes equipamentos acabam se destacando nesta época”, explicou. O segmento de food service também deverá ser beneficiado, pois bares e restaurantes são ótimos pontos de encontro. Os estabelecimentos já estão se preparando para receber uma quantidade maior de clientes.

Supermercados, comércio informal e transporte também estão entre os setores que mais terão aumento de vendas entre junho e julho. “São segmentos que, de alguma forma, fazem do evento uma oportunidade de negócio, atraindo cada vez mais os consumidores, principalmente porque oferecem promoções”, afirmou Stainoff. Segundo a pesquisa, os lucros do comércio eletrônico podem aumentar 57% e os de transporte, 51%.

O que pode determinar mais crescimento para o varejo neste período é o avanço da seleção brasileira no Mundial. “À medida que o Brasil avança na competição, a euforia do brasileiro também aumenta e vem o desejo de consumir produtos ligados ao evento ou mesmo de se reunir com familiares e amigos para comemorar. Tudo acaba estimulando o consumo”, explicou Stainoff.

Sabe onde encontrar as principais marcas, tendências e lançamentos do mercado de artigos para casa, decoração, presentes, utilidades domésticas, festas e flores? Na ABCasa Fair 2018, de 17 a 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo. Estamos preparando tudo para oferecer o melhor ambiente para lojistas e profissionais fecharem excelentes negócios. O credenciamento é rápido e gratuito! Clique aqui e inscreva-se!

Leia Mais


Confiança do comércio sobe em maio; varejo volta a abrir lojas
Economia

Varejo

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atingiu 113,8 pontos no mês de maio. Na comparação com abril, o indicador evoluiu 0,2%, na série com ajuste sazonal. Já ante o mesmo período de 2017, o aumento foi de 10,5%.

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atingiu 113,8 pontos no mês de maio. Na comparação com abril, o indicador evoluiu 0,2%, na série com ajuste sazonal. Já ante o mesmo período de 2017, o aumento foi de 10,5%.

Desde o ponto mais agudo da crise no setor, em maio de 2016, a confiança dos comerciantes acumulava alta de 43,6%. No entanto, para a CNC, os impactos da crise atual de desabastecimento de combustíveis deverão prejudicar o avanço da atividade econômica.

O Icec aponta que a percepção dos empresários do comércio em relação à melhora da economia nas condições atuais perdeu a força. Este subíndice teve alta de apenas 0,7% na passagem de abril para maio, e menos da metade dos entrevistados (42,8%) percebia melhora da economia até o início da crise.

“A combinação entre o cenário positivo da inflação, os juros mais baixos e a reação recente do consumo vinha permitindo o contínuo, porém cada vez mais lento resgate do nível de confiança do comerciante, a ponto de observarmos abertura líquida de pontos de venda no início do ano”, explica Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da CNC. “Entretanto, o varejo vem sofrendo impactos negativos, principalmente por conta do desabastecimento nos segmentos de combustíveis e de supermercados. Juntos, esses setores respondem por quase metade das vendas mensais do comércio brasileiro”, complementa.

As expectativas dos comerciantes vinham se mantendo estáveis na passagem mensal e apresentavam avanço em relação aos níveis de maio de 2017. Esse componente ainda se mantém na zona positiva, com 155,3 pontos, registrando um aumento de 4,1% em relação a maio de 2017.

No entanto, a crise atual levou a CNC a revisar de +5,4% para +4,3% sua perspectiva de crescimento do volume de vendas em 2018. Em relação ao PIB, a Confederação também ajustou suas previsões de crescimento de +2,6% para +2,2%.

Investimentos: após quatro anos, varejo volta a abrir lojas

O comércio varejista brasileiro registrou a abertura líquida de 2.289 estabelecimentos comerciais com vínculos empregatícios no primeiro quadrimestre de 2018. Esse foi o maior saldo entre lojas abertas e fechadas no País desde o primeiro quadrimestre de 2014 (+3.903 lojas). Entre os componentes relativos à intenção de investimentos no setor, o destaque foi justamente o investimento no capital físico dos estabelecimentos comerciais (+1,9% na comparação com abril e +18,4% em relação a maio de 2017).

O aumento da confiança dos empresários deverá se traduzir também em mais contratações, uma vez que 63,3% dos entrevistados pretendem contratar mais nos próximos meses – um ano atrás, esse percentual era de 55,9%. Em 2017, o varejo registrou seu primeiro saldo anual positivo na geração de postos de trabalho formal (28,9 mil vagas) desde 2014. A expectativa da CNC é que, neste ano, o estoque de trabalhadores cresça 1,6%, com a geração de 118 mil novos postos.

 

Sabe onde encontrar as principais marcas, tendências e lançamentos do mercado de artigos para casa, decoração, presentes, utilidades domésticas, festas e flores? Na ABCasa Fair 2018, de 17 a 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo. Estamos preparando tudo para oferecer o melhor ambiente para lojistas e profissionais fecharem excelentes negócios. O credenciamento é rápido e gratuito! Clique aqui e inscreva-se!

Leia Mais


Acompanhe a transmissão ao vivo das 12h às 18h