Showing posts tagged with: economia
12fev
Carlos Alberto Sardenberg faz palestra de abertura da ABCasa Fair 2018
ABCasa

O jornalista Carlos Alberto Sardenberg, âncora da rádio CBN, fará a palestra de abertura da ABCasa Fair 2018, no dia 19/02, às 18h, no auditório do Expo Center Norte, onde será realizada a maior feira do setor de artigos para casa e decoração da América Latina.

O comentarista econômico do Jornal das Dez (GloboNews) e do Jornal da Globo (TV Globo), e colunista do jornal O Globo, vai falar sobre as “Tendências da Economia para 2018”.

Autor dos livros ‘Neoliberal, não. Liberal’ e ‘O assunto é dinheiro’ (com Mara Luquet), Sardenberg abre a programação de palestras da ABCasa Fair Fevereiro 2018, que irá reunir nomes do design, arquitetura e do marketing.

A ABCasa Fair acontece de 19 a 23 de fevereiro, no Expo Center Norte, em São Paulo, e é dirigida a lojistas e profissionais do setor. Clique aqui e credencie-se!

Leia Mais


04fev
Segmento de Casa & Decoração registra alta no e-commerce
ABCasa Fair

Especialista em marketing e vendas no ambiente online, Victor Moraes é executivo de conta da fintech Mercado Pago no Brasil. Em sua palestra na ABCasa Fair, que acontece entre os dias 19 e 23 de fevereiro, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP), apresentará as soluções de negócios para lojas físicas e virtuais.

Nessa entrevista, o profissional faz uma análise do segmento de vendas online, destaca os resultados de 2017 e fala sobre os desafios e expectativas para 2018.

Qual balanço você faz do mercado online de pagamentos em 2017? Houve crescimento?

O mercado online de pagamentos é correlato ao e-commerce. Desde 2011, há crescimento real anual de dois dígitos – exceção ao ano de 2016 que foi impactado por fatores macroeconômicos, mas ainda houve crescimento positivo de 7,4%. Em 2017, segundo a Ebit ( Earnings Before Interest and Taxes/LAJIR, Lucro antes dos Juros e Tributos), houve crescimento em todas as datas sazonais mais importantes para o setor em comparação com o mesmo período em 2016. Vejamos:

Natal: crescimento de 12%

Black Friday: crescimento de 10,3%

Dia das Mães: alta de 16%

Dia dos Namorados: crescimento de 5,1%

Dia dos Pais: 8,7% de crescimento

O Mercado Pago acompanha esse crescimento e, no terceiro trimestre de 2017, registrou alta de 107,6% em volume de pagamentos processados fora do marketplace do Mercado Livre. Isso indica uma forte atuação da fintech de maneira independente. Em toda a América Latina, foram realizadas 62,3 milhões de transações de pagamentos no trimestre, um crescimento de 69% sobre o mesmo período de 2016. O volume de pagamentos total (TPV) no período na América Latina, nesse caso incluindo também as vendas realizadas no Mercado Livre, corresponde a US$ 3,7 bilhões, um crescimento de 73,5% em dólares e 86% em moeda constante, período contra período.

Qual o segmento que apresentou os melhores resultados?

Segundo dados da Ebit (relatório Webshoppers), as três categorias do e-commerce que mais venderam no primeiro semestre de 2017 foram: Moda e Acessórios (14,8% do share de pedidos), Saúde, Cosmético e Perfumaria (12,2%) e Casa e Decoração (10,06%). No Mercado Livre, a vertical de Casa e Decoração vem crescendo sua participação nas vendas ano a ano. Em 2011, ocupava o 14º lugar entre as categorias mais vendidas, e em 2016 foi a segunda mais vendida no Mercado Livre. (Dados gerais de 2017 ainda estão em apuração.)

Quais são as expectativas para 2018?

O mercado online de pagamentos deve continuar crescendo em função do aumento da penetração do varejo online no varejo total e do aumento da popularidade de players de transporte como Uber e 99, streaming de conteúdo como Spotify e Netflix e delivery de comida, como o iFood.

Em relação aos desafios, quais são os maiores que o mercado virtual pode enfrentar em 2018?

Seguir educando e orientando os consumidores sobre a segurança e praticidade de se comprar online.

O aumento no número de opções de pagamento que não exigem maquininha vai diminuir o número de empresários que recorrem a essa forma de pagamento? Ou é indispensável que eles possuam máquina de cartão?

No Brasil, ainda há grande espaço para penetração das máquinas de cartão, especialmente para o público empreendedor. Acompanhamos essa evolução também com nossos produtos que garantem a aceitação de cartão sem mensalidade: Point Mini, Point H e Point I.

Porém, há indícios de evolução da tecnologia em mercados mais maduros, que mostram a utilização de outros meios de pagamentos que aumentam eficiência e otimizam processos dos vendedores, permitindo uma flexibilidade maior para o comprador. Como são os casos de compras por wallet, QR code, integrações de omnichannel.

O que é indispensável para o empresário é entender aonde está seu consumidor e procurar a solução ideal para ele. No Mercado Pago, atendemos as demandas de mundo físico e online com diferentes produtos e features. Do aplicativo Mercado Pago com saldo em conta para comprar créditos online para diversos serviços, como: Xbox, Google Play, League of Legends, entre outros, a soluções para o mundo off-line/online atendendo marketplaces com Split de Pagamento, SaaS com planos de assinaturas, televendas com envio de link e garantia de chargeback, entre outros.

Você será um dos palestrantes da ABCasa Fair, em fevereiro, o que irá apresentar no evento?

A ABCasa Fair é o maior evento do segmento e a apresentação é voltada para escrutinar a formação da estrutura do mercado de meio de pagamento e salientar como vender mais ao analisar as soluções disponíveis nesse setor. O melhor caminho para entender a performance online é entender como as informações circulam e são apresentadas.

Qual a importância da ABCasa Fair para o mercado de decoração, presentes e utilidades domésticas?

É de extrema importância. Apesar de estar em suas primeiras edições, esse evento já alcançou grande sucesso, com a participação da cadeia de fabricantes, importadores, distribuidores e artesãos. Lançamentos e tendências norteiam a feira e fomentam a evolução do setor.

A palestra de Victor Moraes acontecerá no dia 20 de fevereiro, às 13h. Confira aqui a programação completa de palestras.

Sabe onde encontrar as principais marcas, tendências e lançamentos do mercado de decoração, presentes e utilidades domésticas reunidos em um só lugar? Na ABCasa Fair 2018! Estamos preparando tudo para oferecer o melhor ambiente para lojistas e profissionais fecharem excelentes negócios. De 19 a 23 de fevereiro, no Expo Center Norte, em São Paulo. O credenciamento é rápido e gratuito! Clique aqui e credencie-se!

Leia Mais


02fev
Simples Nacional conta com novas regras desde 1º de janeiro
Dicas e Tendências

Desde o primeiro dia do ano começaram a vigorar as novas regras do Simples Nacional. As mudanças foram aprovadas em outubro de 2016 e as expectativas são de que os pequenos negócios cresçam e contribuam para a geração de emprego e renda no Brasil.

Entre as principais mudanças para o empresário está a redução do número de tabelas, de seis para cinco anexos, sendo três deles para serviços, um para comércio e um para a indústria. A quantidade de faixas de faturamento também foi reduzida, de 20 para seis, além do estabelecimento de alíquotas progressivas de tributação.

Outro ponto importante das novas regras é o enquadramento do setor de serviços em tabela de alíquotas diferenciadas pelo tamanho da folha salarial para alguns setores, o que deverá ser igual ou superior a 28% em relação à receita bruta para recolher por uma alíquota menor.

As microempresas e empresas de pequeno porte também têm garantido o tratamento diferenciado, simplificado e favorecido, uma vez que agora há a inclusão das relações de consumo no critério da dupla visita. Ou seja, se em uma visita de fiscalização for detectada alguma irregularidade relacionada às relações de consumo, o empresário deve ser orientado a corrigir a falha, tendo direito a receber uma nova visita antes de qualquer autuação.

De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo – FecomercioSP –, as novas regras representam um marco para o desenvolvimento econômico e social dos pequenos negócios. Afinal, do total de estabelecimentos no Brasil, 98% são micro e pequenas empresas, que respondem por 52% dos empregos gerados no país.

A Fecomercio lançou também uma cartilha chamada O Novo Supersimples, que traz resumidamente informações relativas às novas regras. Para acessar o conteúdo e tirar suas dúvidas, acesse aqui.

Leia Mais


25jan
São Paulo completa 464 anos com economia em trajetória positiva
Economia

Responsável por 11% do Produto Interno Bruto (PIB) do País e 34% do Estado, com R$ 651 bilhões, segundo últimos dados do IBGE informados em 2015, a cidade de São Paulo completará 464 anos no próximo dia 25 de janeiro.

Economia mais importante do País, a capital paulista segue uma trajetória positiva. Segundo projeção da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), as vendas no comércio varejista devem atingir R$ 224 bilhões neste ano, número 3,6% superior em relação a 2017.

Sexta maior metrópole do mundo, São Paulo tem um PIB que corresponde a 109% da soma de todas as capitais dos Estados das regiões Norte, Nordeste e Sul. O PIB da capital paulista também é duas vezes maior que a cidade do Rio de Janeiro, segunda colocada, e apenas R$ 9 bilhões menor do que o do Estado fluminense.

Para destacar a grandeza da economia da cidade aniversariante, a FecomercioSP calculou a soma de sua riqueza produzida: O PIB da capital equivale a 682 milhões de salários mínimos de 2018 (R$ 954); representa a soma de 2.121 prêmios da Mega-Sena da Virada (R$ 306,7 milhões); 764 vezes o valor da negociação do passe do jogador Neymar (222 milhões de euros, aproximadamente R$ 851 milhões) e 1.587 vezes o montante de recursos movimentado no Réveillon da Paulista (R$ 410 milhões).

Para homenagear a cidade, a Federação lançou uma série de vídeos produzidos em diversas regiões importantes para o comércio de São Paulo. Assista em https://youtu.be/L1LmOOQ4bnI

Leia Mais


24jan
MEI ganha mais três dias para evitar cancelamento do CNPJ
Business

Governo prorroga prazo até 26 de janeiro para que microempreendedores individuais fiquem quites com suas obrigações

Brasília (23 de janeiro) – O novo prazo para o Microempreendedor Individual (MEI) se regularizar junto à Receita Federal será até às 23h59 desta sexta-feira (26/01). A medida foi tomada nesta terça-feira em reunião, em Brasília, com integrantes do Governo Federal. Após esse período, ocorrerá o cancelamento definitivo dos CNPJs.

A listagem com os CNPJs suspensos está disponível no Portal do Empreendedor, onde é possível fazer a busca pelo CNPJ ou pelo Cadastro de Pessoa Física (CPF). “O microempreendedor que já regularizou sua situação não precisa se preocupar. Queremos com isso garantir que o MEI fique em dia com suas obrigações”, explica o secretário especial da Micro e Pequena Empresa, José Ricardo da Veiga.

Foram suspensos os CNPJs de microempreendedores individuais (MEI) que não pagaram nenhuma guia mensal (DAS) referente aos períodos de apuração de 2015, 2016 e 2017 e não entregaram nenhuma declaração anual (DASN-SIMEI) referentes aos anos de 2015 e 2016.

Para se regularizar, o MEI pode solicitar o parcelamento dos seus débitos em até 60 meses. Caso ele realize algum dos pagamentos pendentes ou entregue alguma das declarações atrasadas até o dia 26 de janeiro de 2018, evitará o cancelamento. A baixa definitiva do CNPJ (prevista na LC 123/06) não poderá ser revertida e os débitos migrarão automaticamente para o CPF vinculado. Para continuar a exercer alguma atividade econômica formalmente, o MEI deverá tirar novo CNPJ.

O cancelamento da inscrição do MEI é previsto no Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte e foi regulamentado por meio da Resolução n° 36/2016 do CGSIM, criada para tratar do processo de registro e de legalização de empresários e de pessoas jurídicas. A suspensão e o posterior cancelamento visam otimizar o relacionamento do governo com os MEI ativos, de modo a melhorar o desenvolvimento de políticas públicas que atendam esses empresários.

Leia Mais