Plantas incrementam a decoração, trazendo a natureza para dentro de casa ou escritório

Viver nas grandes cidades tem lá suas vantagens. Mas, deixando de lado a badalação, a vida noturna agitada, a efervescência cultural e as oportunidades, também há alguns pontos negativos, como o distanciamento dos elementos da natureza e das plantas.

Observando as tendências em decoração, tanto que o verde greenery foi eleito pela Pantone a cor de 2017, fica evidente que o lifestyle atual pede por mais elementos que remetam à natureza, com folhagens naturais e acessórios rústicos como vasos, cestos e suportes em diversos tipos de material que contribuam para naturalizar o ambiente.

A seguir, listamos algumas folhagens interessantes próprias para interiores:

Cróton

Possui grandes folhas coloridas, brilhantes, retorcidas, em variados tamanhos, podendo mesclar tons de vermelho, roxo, rosa, branco, amarelo, verde ou laranja. Precisa receber sol diretamente, por isso é importante que o vaso fique próximo à janela. Locais com ar condicionado não lhe caem bem. Ao manipular a planta, utilize luvas, pois a seiva pode irritar a pele.

Orquídea

Uma das espécies mais comuns e utilizadas para a composição de espaços internos. Demandam poucos cuidados, com espécies de diferentes cores e formas. Opte por vasos de barro, por serem porosos (que drenam melhor a água). Não necessita luz solar direta. Caso a coloração da folhagem começar a escurecer, mude a plantinha de lugar.

Figueira-lira

Conhecida também como Ficus Lyrata, a planta pode ser posta em um canto do quarto, ao lado da janela. Ela deve receber luz difusa para desenvolver sua folhagem. Um belo vaso ou cesto de fibra natural dará todo o charme. 

Espada-de-são-jorge

Indicada para ficar no quarto para purificar o ar e aumentar os níveis de oxigênio, a espada-de-são-jorge tem outra vantagem para o seu cultivo indoor: é muito resistente. Suas folhagens rígidas e verticais ocupam pouco espaço. Regar sempre que a terra estiver seca.

Samambaia

Para dar charme ao ambiente, opte por plantar a samambaia em vasos suspensos ou em locais altos. Sua cor verde-clara confere um toque sutil à decoração. A samambaia não é muito adepta ao vento, que pode queimar suas folhas mais jovens. A iluminação ideal pode ser difusa ou à meia-sombra.

Suculentas

Para quem começa a se interessar por plantas na decoração, a suculenta é a melhor opção, já que sua anatomia – raiz, talo ou folhas engrossadas – permite o armazenamento de água por períodos prolongados. Caso as folhas murchem, aumente gradativamente a quantidade de água – ou reduza, se as folhas da base apodrecerem. Se ela ficar fina e perder muitas folhas, aumente o tempo de exposição à luz. O ideal é proporcionar pelo menos quatro horas diárias de sol.

Peperômia

Uma boa opção para escritórios, a peperômia tem aspecto delicado e apresenta folhagem pendente. Suas folhas apresentam formato de coração, em verde com bordas amareladas e brancas. Também é ótima para o plantio em jardins verticais ou vasos suspensos. Deve ser cultivada à meia-sombra e aguenta até iluminação com luz fluorescente.

Camedórea-elegante

Esta charmosa palmeira de pequeno porte é uma ótima opção para decorar ambientes internos bem iluminados, embora fique em pleno vigor estando sob luz difusa. A incidência direta de sol pode queimar suas longas e brilhantes folhas. Evite deixá-las em ambiente com muita ventilação ou aparelho de ar-condicionado. A falta de umidade é evidenciada por folhas amareladas ou pontas secas.

Credencie-se para a próxima ABCasa Fair
shares
X