Palestras da ABCasa Fair reuniram renomados profissionais, variedade de temas e público recorde

A programação de palestras da terceira edição da ABCasa Fair, realizada entre 17 e 21 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP), contou com renomados profissionais de design, decoração, vendas, administração, marketing digital e economia, com temas para todos os gostos. Foram 19 palestras, reunindo, no total, público superior a duas mil pessoas.

O designer de interiores Samuel Navarro Serpa acompanhou praticamente todas as palestras. “Foi ótimo, porque os assuntos são variados, desde design, e-commerce, mídia, produtos, entre outros. É interessante ficar por dentro de tudo isso, foi um investimento muito valioso no meu aprimoramento”, disse.

Já Conceição Valente, de Salvador (BA), é advogada de formação, mas apaixonada por decoração, tanto que montou uma loja na cidade há alguns anos. “Vim para a ABCasa Fair me atualizar e fiquei muito satisfeita. É uma ótima oportunidade poder ver todas essas palestras, a gente aprende muito”, ressaltou.

Quem abriu a programação foi o executivo Paulo Mancio, vice-presidente sênior de design e construção da AccorHotels América do Sul. Ele abordou as principais tendências em relação à decoração no ramo hoteleiro. “Para fazer a diferença, os hotéis precisam ter espaços multiuso, como, por exemplo, bares que se transformam em ambientes de coworking, apresentando um viés de lazer e de negócios ao mesmo tempo. Por isso, a novidade conceitual é garantir espaços cada vez mais flexíveis”, indicou.

Em seguida, Blanca Lliahnne, CEO da Lexus Groupe e porta-voz da Pantone no Brasil, apresentou as correntes que influenciam o consumidor e que resultam nas tendências internacionais para design de interiores, design industrial, têxtil e gráfico. Ela aposta no turquesa e em cores mais “doces” para 2019.

Já a analista de Negócios Sênior do Sebrae-SP, Vanessa de Lima e Silva falou sobre liderança. “O líder precisa ser inspirador. Existem diversos fatores nesta equação. Não é apenas o dinheiro que vai fazer uma pessoa ser produtiva e motivada. Uma boa liderança é fundamental para o sucesso do negócio”, destacou.

Angelo Derenze, diretor-geral do D&D Shopping, abordou a evolução do design e decoração no Brasil e fez um desabafo: “o mercado está de luto com o fechamento das revistas ‘Casa Claudia’ e ‘Arquitetura e Construção’ pela Editora Abril”.

Encerrando a programação do primeiro dia da ABCasa Fair, Miriam Leitão falou sobre a conjuntura econômica e política do Brasil. Segundo a jornalista, os empreendedores não devem decidir o futuro de seus negócios olhando apenas a conjuntura. “É importante investir olhando para a grande transição científica, econômica e social do século 21”, frisou, também indicando que a atual situação é passageira.

Economia, design e flores

No segundo dia de palestras, Marcelo Prado, economista e sócio-diretor do Instituto IEMI Inteligência de Mercado, apresentou a pesquisa setorial produzida em conjunto com a ABCasa e explicou como se comporta o mercado de artigos para casa. “Os grandes diferenciais do setor são a grande diversidade de produtos e a capacidade de inovação, ofertando diferentes soluções. Isso ajuda muito, inclusive quando o mercado desacelera de alguma forma, já que o fluxo de coisas novas continua”, enfatizou.

Na sequência, Pedro Franco, um dos maiores expoentes do design brasileiro na atualidade, falou sobre a sua trajetória como criador da marca nacional de mobiliário A Lot of Brasil e as tendências do design internacional, destacando que os consumidores estão em busca de técnicas verdadeiras que valorizam o modo de produção e a história agregada dos produtos. Ele apontou para a tendência de peças feitas à base de policarbonato reciclado ou à base de sementes de frutos regionais, além de tecidos naturais, como linho e algodão.

Em seguida, Luiza Loyola, gerente de contas e pesquisadora da WGSN, consultoria líder mundial em previsão de tendências, mostrou as novidades para o mercado de interiores, ressaltando que a geração millennial, com idade entre 25 e 36 anos, está começando a consumir produtos para casa. Ela também deu dicas para os empreendedores se adequarem aos novos tempos, especificando que as grandes tendências duram anos – ou até décadas – e identificá-las com antecedência, antes que atinjam as massas, dá às empresas uma grande vantagem competitiva.

Lúcia Amélia Gomes, analista de negócios do Sebrae-SP, falou sobre fluxo de caixa em sua palestra. “O principal erro cometido pelos empreendedores é misturar dinheiro pessoal com o capital da empresa, gerando a confusão patrimonial. Tudo começa pelo planejamento para as despesas fixas mensais, independentemente das vendas, sabendo que é necessário capital de giro para manter o negócio, especialmente em períodos iniciais”, ressaltou.

Para fechar o dia, o florista Vic Meirelles, um dos mais prestigiados decoradores de festas do país, mostrou vários exemplos de seu trabalho, que vai de pequenos jantares até grandes eventos. “Não consigo fazer todos os arranjos com flor natural. Uso também plantas permanentes, fazendo uma mescla para não ficar artificial”, confessou.  Segundo ele, quem manda é o cliente e gosto não se discute. “Existem modismos e cores que entram e saem de evidência. Isso influencia as pessoas, mas devemos fazer uma harmonia com o espaço onde a decoração será aplicada”, enfatizou.

Controle de estoque, cor do ano e fidelização de clientes

No terceiro dia de palestras, Carlos Alberto Biondo, consultor de negócios do Sebrae-SP, falou sobre controle de estoque: “a gestão estratégica de estoque está muito mais alinhada à cadeia reversa de processo. O lojista precisa entender seu público-alvo, seu segmento de clientes e suas respectivas necessidades para, a partir disso, definir a forma de atuação dentro de um planejamento”.

Em sua segunda palestra na feira, Blanca Lliahnne falou sobre a ‘ultra violet’, a cor do ano 2018. A especialista frisou que o tom, derivado do azul e do carmim, oferece inspiração criativa e propicia calma e tranquilidade, sendo utilizada em ambientes de descanso e contemplação. “Provocante e ponderada, comunica a originalidade, ingenuidade e pensamento visionário que criam uma direção com novo significado para nosso futuro, iluminando o caminho que ainda está por vir”, explicou.

Claudilena Murro, executiva da GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação, contou porque o ato de automatizar sistemas e gestões é um importante aliado das empresas. “A partir do momento em que a empresa investe nisso, mesmo bancando o custo, ela começa a ter retorno, otimizando atividades, tendo melhor controle dos ativos necessários e otimização das funções dos empregados, entre outros”, informou.

Cris Paola, arquiteta especializada em estabelecimentos comerciais, mostrou como transformar o ambiente de venda e fidelizar os clientes. Segundo ela, o faturamento de uma loja aumenta 40% ao se investir em uma boa vitrine e uma ambientação ideal para o modelo de negócio. “O mais importante é que os varejistas entendam que são dicas simples que fazem a diferença e fidelizam o cliente. O cuidado com a vitrine, criatividade, percurso, demonstração e organização dos produtos e o próprio posicionamento do caixa podem aumentar o faturamento na loja”, resumiu.

A jornalista e escritora Chris Campos, criadora do site Casa da Chris, destacou, em sua palestra, que fechou o terceiro dia, algumas maneiras de traduzir o mundo externo para dentro de casa, como a observação de diversos fatores do cotidiano. “Para ter uma casa com personalidade, olhe para dentro de si mesmo. Olhe para os seus gostos, para o que você ama e para as coisas que te fazem feliz. Esses três princípios são um ótimo começo para viver em um local que tenha a sua cara”, incentivou.

Marketing digital, design e sustentabilidade

No quarto e último dia de palestras, o gerente de planejamento estratégico e branded content da Discovery Brasil, Eduardo Teixeira, destacou a importância do segmento de decoração na grade do canal Home & Health. “Nosso foco tem sido investir em programação, algo que agrada tanto a audiência quanto as marcas. Além disso, também temos trabalhado para criar oportunidades para movimentar o mercado, fechando parcerias com empresas do segmento para criação de conteúdo nacional sobre o tema”, explicou.

Na palestra seguinte, o consultor de marketing digital e mídias sociais, Fernando Souza, falou sobre a importância de um bom trabalho nas redes para os lojistas e empreendedores do setor. Para ele, a loja online deve começar com um bom planejamento, amarrado ao plano de negócios e, de preferência, ser conduzida por profissionais. “Comece com um site bem produzido e depois parta para as redes sociais, como Instagram e Facebook. Então, quando puder seguir para uma loja virtual, aposte nisso”, recomendou.

Maurici Júnior, diretor da ComSchool e autor do livro ‘Marketing Digital de Alta Performance’, falou sobre como aumentar a performance de vendas em lojas virtuais no segmento. “Muita gente comete o erro de não se planejar, achando que vender pela internet é diferente de ter uma empresa. Não é. Redes sociais funcionam muito bem, a categoria de casa e decoração é sucesso no e-commerce, mas requer uma boa estratégia”, ponderou.

Fechando em grande estilo  a programação de palestras da terceira edição da ABCasa Fair, o arquiteto Maurício Arruda falou sobre design, inovação e sustentabilidade. Reunindo público recorde, falou sobre a importância da profissão, resumindo a essência de seu trabalho em três pilares: “viabilidade, sempre fazendo o melhor possível com o orçamento fornecido pelo cliente; sustentabilidade, encontrando uma solução para questões como o lixo; e a brasilidade, com a busca pela cultura brasileira acima de outras influências”.

Sempre preocupada em oferecer as melhores experiências aos visitantes da feira, a ABCasa já trabalha na grade de palestras e atrações da quarta edição da ABCasa Fair, que acontecerá em fevereiro de 2019, novamente no Expo Center Norte. Fique de olho para acompanhar todas as novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
X