“Casa e decoração” é uma das melhores categorias para a realização de compras virtuais

O E-commerce Quality Index (EQI) é um indicador que avalia a qualidade do comércio eletrônico sob a perspectiva do consumidor final, funcionando como um serviço de benchmarking para varejistas e marcas traçarem suas estratégias e melhorar seus negócios.

Criado para medir a qualidade das informações apresentadas no e-commerce, uma vez que o meio digital já impacta mais de 60% do total de vendas do varejo, o índice tem o objetivo de tornar transparente para o mercado o quão boa ou ruim está sendo a experiência de compra do ponto de vista do consumidor.

Entre outros dados relevantes, o mais recente levantamento de dados feito pelo indicador (referente a 2018) mostrou que o mercado de casa e decoração ficou em oitavo lugar no ranking das categorias consideradas mais fáceis para que uma compra online seja efetuada.

O EQI revelou que, no último ano, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 53,2 bilhões, uma alta de 12% em relação a 2017. Ainda de acordo com a pesquisa, 58 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra online no ano passado, sendo que 10 milhões deles tiveram sua primeira experiência em compras pela internet.

Em 2019, o EQI passou a avaliar não apenas o mercado nacional, mas expandiu sua área de estudo, englobando Estados Unidos, Chile, México, Argentina, Colômbia e Peru. A mostra ampliada permite ter uma perspectiva dos pontos a serem aprimorados ou mantidos em relação a outros mercados.

Separamos as principais dicas do relatório para melhorar a apresentação da sua marca na internet. Você também pode conferir o estudo na íntegra clicando aqui.

Principais desafios do e-commerce brasileiro

Três fatores cruciais influenciam negativamente a experiência de compra dos consumidores no mundo digital: 1) falta de informações nas páginas de produto; 2) dificuldade de integrar a experiência de compras online e off-line; e 3) processo de cadastro de produtos ineficientes.

A falta de informações nas páginas de produto é prejudicial porque, cada vez mais, as pessoas buscam detalhes de um produto na internet para só então adquirirem a mercadoria. No total, 95% das pessoas consideram muito importante a apresentação do conteúdo em profundidade para a realização de uma compra online.

Ter otimização de conteúdo digital no cadastro dos produtos aumenta a taxa de conversão em até 30%. O estudo revelou ainda que apenas 13% dos consumidores retornam às lojas depois de encontrarem informações insuficientes ou confusas.

Muitas empresas também têm dificuldade em integrar a experiência de compras online e off-line. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o ambiente digital não deve ser concorrente do ambiente físico, ou seja, o varejo precisa ser omnichannel.

A estratégia do varejo deve utilizar diferentes canais de comunicação para oferecer a mesma experiência de compra ao consumidor, independentemente do meio escolhido para realizar a compra, já que uma experiência omnichannel integra lojas físicas e o e-commerce.

Panorama geral

O E-commerce Quality Index 2019 monitorou 118 sites, um aumento de mais de 107% no comparativo com o ano passado. Foram 5.474.507 páginas de produtos analisadas (aumento de mais de 167%). O resultado apontou que o Brasil ainda é o líder do e-commerce na América Latina, mas Argentina, Colômbia e México têm apresentado um crescimento exponencial.

Cinco critérios foram avaliados: Image Score (número de imagens na página), Rating Score (nota média do produto avaliada pelos consumidores), Description Score (número de palavras encontradas no campo de descrição do produto), Search Score (nota média baseada no número de caracteres no título e se o produto está cadastrado em alguma categoria no site) e Review Score (número de comentários sobre o produto na página).

Ainda de acordo com os dados do EQI, 55% dos consumidores entrevistados consideraram a experiência de compra online no Brasil como boa, e 25% deles acham ótima. Ao mesmo tempo, 53% dos compradores informaram que, quando não há informações sobre o produto, eles migram para a concorrência.

Outro destaque do relatório são as imagens dos produtos no site, que são um dos maiores chamarizes para o consumidor. Aproximadamente 50% dos entrevistados não compram em sites que deixam de exibir a imagem da mercadoria e mais de 40% dos consumidores já desistiram de comprar um produto online após a leitura de comentários negativos sobre o mesmo.

Participe da quinta edição da ABCasa Fair, sétima maior feira do mundo e maior da América Latina de artigos para casa e decoração. A feira será realizada de 16 a 20 de agosto de 2019, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). Se você está em busca de tendências e lançamentos do mundo todo reunidos em um só lugar, com a presença das maiores empresas do Brasil, faça seu credenciamento agora mesmo. Você evita filas e garante a melhor experiência de compra do setor, que vai mudar a história de vendas da sua loja. Marque na agenda e acesse o link para o credenciamento: http://www.abcasafair.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares
X