Inovação: saiba como destacar sua marca na internet

Pode parecer clichê, mas inovar é uma necessidade constante nas empresas e pode ser o que define a linha entre o sucesso e o esquecimento de um negócio. Em tempos onde as mídias sociais estão cada vez mais fortes e presentes no cotidiano dos consumidores, é preciso estar atento às mil e uma novidades que surgem a todo instante.

Atualmente, existem 149 milhões de usuários de internet no Brasil, sendo que 140 milhões utilizam alguma mídia social, como Facebook, Instagram e WhatsApp. Nesse cenário, a dificuldade de se montar um negócio é crescente e não há loja que se firme sem estar minimamente inserida nessas plataformas.

De acordo com Fernando Souza, publicitário e profissional de marketing especializado em mídias sociais, que já ministrou palestras na ABCasa Fair e na Natal & Festas, é necessário que as empresas mantenham uma frequência de atualização do conteúdo disponibilizado no ambiente digital.

“Costumo brincar que, nas mídias sociais, os anos são contados de uma maneira diferente, é como se um ano passado no calendário, fora dessas plataformas, nelas tenham se passado sete anos. É como ocorre com a vida dos cachorros em relação a dos humanos”, compara. “Portanto, se a empresa ficar um dia em postar é como se tivesse ficado uma semana longe da timeline do cliente”, reitera Souza.

Muitas redes já surgiram na era da internet e desapareceram, como o Orkut, enquanto outras tiveram o seu auge e, hoje, sejam menos utilizadas. Por isso, o lojista precisa ter o seu público-alvo bem delineado, saber quais as redes que eles mais frequentam e, usando uma estratégia, criar uma boa imagem de relacionamento nesse meio.

Instagram é a bola da vez

Há algum tempo, o Instagram desbancou o Facebook e se tornou a bola da vez para empresas que querem gerar mais engajamento com os consumidores e ter um sistema de compartilhamento de fotos e vídeos mais ativo. De acordo com uma pesquisa da empresa de análises Socialbakers, o Instagram alcança um nível de engajamento muito maior que o do Facebook, apesar de ter um número de usuários significativamente menor. A rede social tem, em média, 1,5 bilhão de curtidas por dia e é 15 vezes mais interativa do que sua coirmã.

Um case de sucesso de criatividade na rede social é o da Etna, que usa os Stories para testar a decoração de ambientes. Com o conceito “Design ao seu alcance”, a marca criou uma maneira interessante e inovadora de interagir com os seus clientes, permitindo que eles utilizem stickers de móveis em ambientes de suas casas.

A ideia surgiu a partir da percepção de que a funcionalidade do aplicativo está em alta entre os consumidores. Os usuários só precisam tirar uma foto do ambiente que desejam, clicar na opção Stickers, digitar “Etna” e colocar o móvel no local desejado da foto.

Recém-lançada no mercado, a ação permite que os consumidores tenham acesso a dezenas de móveis e possam montar ambientes completos antes de realizar suas compras.

Se você ainda não ingressou o seu negócio no Instagram e quer colocar sua loja na vitrine digital mais badalada do momento, fique ligado em algumas dicas iniciais para melhorar a sua estratégia na rede social:

CONTEÚDO DE QUALIDADE

Não trabalhe com fotos e vídeos simplórios na rede. O público desta rede social quer ver imagens bonitas, que chamem a atenção.

HISTÓRIAS

Tenha uma boa história para contar no Instagram através de fotografias ou vídeos. Utilize os Stories e tenha a certeza de que, se o conteúdo for de boa qualidade, sua empresa vai conquistar seguidores fieis.

CRIATIVIDADE

Fuja do habitual. Tire fotografias de outros ângulos, invista em cenários … o céu é o limite!

HASHTAGS

O Instagram agrupa publicações que utilizam a mesma marcação de hashtag, o famoso “jogo-da-velha”. Os usuários da rede vão encontrar sua publicação quando pesquisarem pelo tema usando o termo correspondente precedido pelo símbolo #. Mantenha a moderação no uso e na quantidade de hashtags, faça um estudo e selecione as que tenham potencial para gerar melhores resultados para o seu negócio.

SEGUIR DE VOLTA

Se clientes te seguem, siga-os de volta e crie um bom relacionamento. Certamente, você vai encontrar muita coisa bacana e ter várias ideias.

Marketplace

Uma das tendências do momento é o marketplace. É uma espec1e de “shopping virtual”, com uma grande empresa centralizadora que comercializa mercadorias variadas de empresas menores, além dos seus próprios produtos.

Como exemplo, é possível comprar uma guitarra ou suplemento alimentar no site do Magazine Luiza ou um perfume no site da Dafiti, mas a venda e a entrega são realizadas por outras empresas. Através do marketplace, empresas menores ganham mais visibilidade, uma vez que têm a chance de expor seus produtos nas vitrines virtuais das maiores varejistas do País.

As vantagens são boas para ambos os lados: as pequenas empresas estabelecem uma parceria com uma marca de grande porte e credibilidade consolidada, sem a necessidade de pagar pelo custo fixo de abrir uma loja física ou online. Já a empresa centralizadora dilui seus gastos com manutenção do site, além de ter a oportunidade de atingir e fidelizar um público ainda mais amplo do que o seu.

Para participar de um marketplace, faça uma busca para conhecer as regras de cada companhia. Geralmente, pede-se que o e-commerce tenha um tempo mínimo de operação, avaliações (como Ebit) e, evidentemente, todo o registro formal do negócio, como CNPJ e inscrição estadual.

Tendências internacionais

Uma grande empresa que desenvolve atualmente um novo conceito é a Ikea, fabricante sueca que lançou no início do ano o aluguel de móveis por assinatura. A ideia tem o objetivo de aumentar a receita da marca e diversificar seu modelo de negócios.

Os consumidores da loja podem utilizar um móvel por curto período e depois devolvê-lo, no estilo blockbuster. Quando a peça é devolvida, a loja restaura o móvel para colocá-lo à disposição de novos clientes.

O novo modelo de negócios é uma resposta às novas tendências de consumo, já que, através da iniciativa, a marca se aproxima do público mais jovem e de todas as pessoas que estão preocupadas tanto com o meio ambiente quanto com o ciclo de vida dos objetos.

WhatsApp é indispensável

Por fim, o WhatsApp não pode ficar de fora quando falamos em negócios. A mídia social que encurta distâncias a custo zero (basta estar conectado à internet) pode otimizar a relação entre as empresas e os seus clientes.

De acordo com Fernando Souza, o WhatsApp é importante pela proximidade, criando a possibilidade de ampliação do contato dos proprietários das lojas com os clientes, o que facilita a resolução de problemas.

“Hoje, o WhatsApp substitui o e-mail e o telefone em alguns pontos”, afirma o especialista. “Para quem quer encurtar distâncias e já está vendendo online, é uma forma muito útil de prestar atendimento”, finaliza.

Quer vender mais? Participe da sexta edição da ABCasa Fair, sétima maior feira do mundo e maior da América Latina de artigos para casa e decoração. A feira será realizada de 11 a 15 de fevereiro, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). Se você está busca tendências e lançamentos do mundo todo reunidos em um só lugar, com a presença das maiores empresas do Brasil, faça seu credenciamento agora mesmo. Você evita filas e garante a melhor experiência de compra do setor, que vai mudar a história de vendas da sua loja. Marque na agenda e acesse o link para o credenciamento: http://www.abcasafair.com.br

shares
X