ABCasa apoia campanha Outubro Rosa, que conscientiza sobre a prevenção do câncer de mama

A ABCasa está participando da campanha Outubro Rosa. Trata-se de uma iniciativa anual, realizada em todo o mundo, que incentiva a conscientização das mulheres a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Durante todo o mês, a ABCasa vai incentivar suas colaboradoras e integrantes das empresas associadas de todo o Brasil a realizarem os exames e seguirem os conceitos recomendados para a boa manutenção da saúde.

A campanha surgiu através de diversas iniciativas realizadas em vários países nos anos 1980 e 1990, chegando oficialmente ao Brasil em 2002. Desde então, tem desempenhado papel muito relevante no setor.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o segundo tipo mais comum em mulheres não somente no Brasil, mas em todo o mundo, vindo após o câncer de pele não melanoma e correspondendo a 25% dos novos casos anualmente. Em 2016, foram descobertos 57.960 novos casos entre mulheres no Brasil. Embora incomum, a doença também pode atingir homens.

Quanto mais cedo o câncer é descoberto, maiores são as possibilidades de sobrevida. De acordo com o Inca, a taxa de sobrevida após cinco anos (porcentagem de pacientes que vivem pelo menos cinco anos após o diagnóstico) quando for detectado no primeiro estágio é de 88,3%.

Para a prevenção, o órgão recomenda a prática regular de atividade física, uma alimentação saudável, manter um peso adequado, amamentar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Além disso, é fundamental a realização do autoexame nas mamas regularmente.

Para fazer o autoexame, a mulher deve se posicionar em frente a um espelho e observar seus seios, primeiramente com os braços caídos, depois com os braços erguidos e, em seguida, com as mãos apoiadas na bacia, sempre fazendo pressão, para observar se existe alguma alteração na mama.

Avalie o tamanho, forma e cor das mamas, assim como possíveis inchaços, abaixamentos, saliências e rugosidades. Caso você note alguma diferença em seus seios, consulte um especialista imediatamente.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento, quando não há sinais nem sintomas, a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Saiba mais em: http://www.oncoguia.org.br/cancer-home/cancer-de-mama/20/12/.

shares
X