Design com influências do cotidiano é a marca da Fricote

Estreando a série de designers em nosso blog, conversamos com Nina Maia, da Fricote, marca do segmento de presentes e decoração, baseada em Vitória – ES.

Lançada em 1983, a Fricote não contava com design autoral no começo. Hoje, como marca familiar, conta com uma linha de produtos totalmente exclusiva.

Carreira

Originalmente formada em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Nina, que desenhava desde cedo, naturalmente, foi mostrando seu talento para o design. Logo após se formar, iniciou sua graduação em Design de Produto e viajou a diversos países em busca de conhecimento e repertório.

Também passou um tempo no Rio de Janeiro, estudando, se aperfeiçoando, conhecendo novos trabalhos e entrando em contato com outras atmosferas.

No começo, a marca tinha um pouco da influência do imaginário infantil, mas, acompanhando o amadurecimento da designer, o estilo evoluiu sem deixar de olhar para a alegria do cotidiano.

Design que aproxima

Prezando pela conexão com o que realmente importa, linhas de desenho mais orgânicas, autenticidade e, claro, com o histórico familiar da marca, a Fricote criou ao longo de sua história uma relação verdadeira com os clientes, e mostra como o design pode ser uma ferramenta de aproximação.

Nina destacou a importância de um processo mais intuitivo para o processo de criação e desenvolvimento da marca, de prezar pelas verdades que a marca traz, além de uma preocupação com o feedback direto dos clientes, que influencia diretamente na criação de novos produtos.

Inspiração

O processo criativo é uma parte muito curiosa no trabalho de um designer, conta Nina, e o cotidiano a inspira muito, assim como suas vivências e sua relação com o mundo. “Vivenciamos muito a marca e ela acaba fazendo parte do nosso repertório de vida”, explica.

Ainda que utilize ilustrações digitais, há uma vontade em dar um maior destaque ao desenho e ao trabalho manual, algo que sempre esteve presente na Fricote.

Pedimos para ela definir a marca e seu trabalho em quatro palavras. Para ela, resume-se em “Emoção, presente, design e verdade.”

“Há uma crença muito forte no que fazemos, é muito mais que um negócio para nós”, conclui a designer.

shares
X