Semana do Varejo: C&A falou sobre estratégias no atual cenário

Em live no aplicativo Instagram, realizada no último dia 4 de junho durante a Semana do Varejo ABCasa, a gerente de Produtos da C&A Brasil, Camila Gadioli, conversou com Fabio Marckezini, da ABCasa TV, sobre as estratégias da empresa para seu e-commerce e marketplace no Brasil. Ela falou sobre o cenário atual, os novos segmentos incorporados, as vendas digitais e o futuro pós-pandemia.

Apesar do momento de quarentena e isolamento social, a C&A tem conseguido entregar uma experiência única ao cliente. Isso porque, em 2018, a empresa deu início ao seu processo de transformação digital, o que a preparou para enfrentar o atual cenário de pandemia, que deixou quase 300 lojas fechadas.

Somente no primeiro trimestre de 2020, cerca de 2,5 milhões de novos usuários se inscreveram no aplicativo da empresa, o que mostra o desejo do consumidor em conhecer o mundo on-line.

De acordo com a gestora, a C&A conseguiu agir rapidamente e acelerar os projetos em desenvolvimento. “Estamos indo muito bem no e-commerce, com números muito positivos, o que nos dá a certeza de estarmos no caminho certo. Além disso, estamos tirando o máximo de aprendizado, seja de consciência de humanidade ou formas de trabalho, como o home office”, ressalta.

As mudanças

O foco da C&A é a transformação digital aliada à segurança dos clientes. Foram muitas evoluções durante a pandemia e hoje é possível oferecer a mesma experiência on-line e off-line, buscando melhorar cada vez mais os processos para transformar essa experiência omnicanal.

Com algumas lojas já operando, a varejista tem tomado todos os cuidados e precauções estão sendo adotadas no sentido de entender melhor o cliente e sua experiência na loja, já que a omnicanalidade será fundamental a partir de agora.

A empresa também observa, há algum tempo, uma mudança no comportamento do consumidor. Por isso, está engajada em defender o consumo cada vez mais consciente e sustentável e, principalmente, atenta à sua cadeia de produção, que sempre foi muito transparente.

A cultura da C&A é muito humana, sempre próxima do cliente. A empresa evolui cada vez mais para tentar se comunicar melhor com o cliente, especialmente por meio do sistema CRM, que teve expressivo crescimento nos últimos anos com a personalização do contato, entendimento e assertividade. “Temos certeza de que a comunicação será uma alavanca para potencializar receitas e atrair mais clientes”, destaca a gestora.

Marketplace

O marketplace era um dos projetos nos quais a empresa trabalhava mais intensamente e que está sendo estruturado para o cenário pós-pandemia. “Já tínhamos o marketplace, ainda com poucos parceiros plugados, mas, com a pandemia, a empresa focou para potencializar essa plataforma”, explica a gerente.

Com o marketplace foi possível trazer outras categorias para o site e oferecer uma experiência única na plataforma. “Foi uma transformação muito rápida, tanto que, em apenas dois meses, conseguimos colocar no ar a nova plataforma, a qual chamamos de Galeria C&A, onde se encontra uma seleção de marcas com curadoria de produto, para o cliente encontrar tudo em um único ambiente”, observa Camila.

Uma das grandes conquistas da C&A foi entrar no segmento de Casa e Decoração através da parceria com a Casa Mind. A marca pretende trazer mais parceiros para expandir o segmento, muito relevante para seus clientes e que tem tudo a ver com moda e comportamento.

Além disso, ressalta Camila, a maioria dos clientes agora está em casa, trabalhando em home office, uma tendência que veio para ficar. Nesse contexto, todos estão olhando para a sua casa com carinho e querem deixar o ambiente mais agradável, aconchegante e dinâmico possível, para que faça sentido ficar mais tempo no lar.

A empresa fez várias pesquisas que comprovam o interesse dos clientes no segmento de Casa e Decoração dentro de seu portfólio. “A ideia é oferecer em uma única plataforma tudo que faz sentido para o cliente se expressar. Para isso, queremos expandir esse segmento e oferecer muito mais sortimento”, explica.

Se você quer fazer parte do marketplace, basta preencher o formulário.

O pós-pandemia

O comportamento on-line deve avançar e a C&A continuará em seu esforço para levar essa experiência às lojas, de forma tranquila e segura, para que os clientes possam voltar às jornadas de compras presenciais.

O consumidor está mudando e o consumo será cada vez mais consciente e sustentável, com a valorização de produtores locais. A digitalização transformou o cliente e está deixando-o cada vez mais exigente e consciente de seu papel. “O nosso desafio é passar transparência e confiança aos clientes que estão voltando às lojas”, resume Camila Gadioli

Credencie-se para a próxima ABCasa Fair
shares
X