Gestão de estoque: o que você precisa saber para não ter prejuízo

gestão de estoque

A má gestão de estoque gera prejuízo direto para a sua empresa. Entenda como realizar uma boa administração e evitar esse tipo de problema.

Assim como todas as outras áreas do seu negócio, o estoque requer organização e uma gestão eficiente. A má administração desse espaço pode resultar em prejuízo financeiro e até na perda efetiva de clientes.

Quer saber como evitar problemas como esses? Continue a leitura e descubra técnicas de fácil aplicação que vão te ajudar nessa tarefa.

 O que é e porque investir na gestão de estoque?

 A gestão de um estoque vai muito além da organização dos produtos armazenados, é um processo que passa pelo planejamento, execução e controle desses produtos. É preciso ter em mente que produto é investimento, deste modo se estiver parado ou for extraviado é prejuízo financeiro direito. 

Um estoque que sofre de má gestão, situações como sumiço de produtos, divergência de estoque, falta ou excesso de artigos são situações recorrentes e é por isso que realizar um bom controle desse espaço é de extrema importância para o sucesso dos negócios. 

Deu para perceber a importância da tarefa, não deu? Pois é, o estoque merece toda a sua atenção e dedicação, por isso vou te explicar a seguir quais os benefícios práticos e por onde começar. Continue a leitura.

Métodos de gestão de estoque 

Agora que entendemos o que é e porque investir na gestão de estoque, é hora de aprender os principais métodos e como aplicar. Leve em consideração o seu nicho de atuação e escolha o que vai funcionar melhor para a sua empresa. 

PEPS 

É uma abreviatura para “primeiro a entrar, primeiro a sair”. A premissa deste método é de que mercadorias mais antigas devem sair antes, restando assim apenas as mais recentes. Deste modo evita-se que produtos próximos a data de validade sejam perdidos.

Ele é muito usado em negócios que trabalham com produtos perecíveis, como confeitarias. 

Just in time 

Traduzido do inglês “na hora certa”, esse método é usado para reduzir ao máximo o estoque. Aqui, a fabricação da mercadoria só é realizada após a compra do cliente.

É também um método mais sustentável. Caso seja fabricante, é uma ótima opção. 

Boas práticas

Para otimizar ainda mais os processos, vou deixar abaixo algumas boas práticas para ter um estoque com ótimo controle. Confira: 

  • Administração online 

Evite fazer o controle do estoque de forma manual, desta forma é mais fácil perder informações. Existem ótimos sistemas no mercado, mas caso esteja começando o mais indicado é usar planilhas Excel para concentrar e controlar essas informações. 

  • Faça inventário

O inventário nada mais é do que a contagem das peças. Ele é necessário para evitar divergências de estoque, assim como o risco de ocorrência de furtos. 

  • Acompanhe sempre o giro de produtos

Tente fazer isso em curtos espaços de tempo. De preferência semana a semana ou quinzenalmente. Assim você evita que falte ou sobre peças no seu estoque. 

  • Organização 

Talvez seja a dica mais importante pois é ela que vai facilitar todos os outros processos. Defina setores no estoque, onde armazenar mercadorias específicas e assim ficará fácil identificá-las quando for necessário. 

E aí, preparado para colocar em prática? Espero que sim! 

Aplicando os métodos e as boas práticas você eleva as chances de sucesso do seu negócio.

Continue acompanhando o Blog ABCasa para aprender muito mais.

Mostrar Aviso
shares
X