Páscoa: redes sociais e outras plataformas podem incrementar as vendas

Mais uma Páscoa se aproxima e, assim como em 2020, neste ano a data ocorre em meio aos desdobramentos da pandemia de covid-19. A diferença é que desta vez os profissionais e as empresas tiveram mais tempo para se preparar e traçar estratégias pontuais para os seus negócios.

Sem Carnaval em 2021, muitos supermercados e lojas de chocolates já anteciparam suas vendas para chegar ao domingo de Páscoa – que esse ano será celebrado no dia 4 de abril – com o máximo de retorno positivo possível.

Assim como em 2020, as vendas online representam a esperança dos empresários para compensar o faturamento reduzido das lojas físicas devido às restrições sanitárias. E eles têm toda razão para o otimismo! Afinal, o comércio online está em amplo crescimento, principalmente agora em meio à pandemia – que tem feito com que as pessoas realizem mais compras pela internet.

Para se ter uma ideia, o confinamento vivido em 2020 influenciou para que 56% dos brasileiros realizassem suas compras online pela primeira vez, segundo dados da agência Criteo. Sem falar nos números do e-commerce em datas importantes como a Black Friday: em 2020 as vendas online aumentaram 31% em relação a 2019.

Diante desse cenário, explorar as ferramentas que estão à disposição pode ser o fator diferencial para o seu negócio, seja ele comércio de chocolates e afins ou loja de itens de decoração e presentes.

 

E-commerce

Se você ainda não tem um e-commerce, pense seriamente em criar um para o seu negócio! Hoje em dia existem várias plataformas – Wix e Nuvemshop, por exemplo – que contam com diversas ferramentas para facilitar a vida na hora de criar a loja virtual.

Entre os benefícios está o fato de não precisar pagar taxas sobre as vendas realizadas através de plataformas mediadoras. Além disso, se você optar por vender seus produtos exclusivamente pela internet, economizará os gastos de uma loja física como aluguel, água, luz, entre outros.

Dentro da loja virtual também é possível apresentar os seus produtos detalhadamente, atingir pessoas no mundo todo e integrar o site com as suas redes sociais.

 

Marketplace

Agora, se você não pretende investir em um site de compras próprio neste momento, não se preocupe. Você pode fazer parte de um marketplace, que reúne todas as funcionalidades necessárias para começar a vender online o quanto antes!

A modalidade funciona como um shopping virtual onde grandes empresas do varejo como Lojas Americanas e Netshoes, além de comercializarem seus produtos, também intermediam transações de diversas outras lojas de menor expressão.

Na maioria dos casos, não é preciso fazer um investimento inicial para ser parte de um marketplace. Ele apenas cobra uma comissão (em percentual) sobre cada venda realizada através da plataforma.

Muitos marketplaces se responsabilizam pelo gerenciamento do pagamento e frete do produto até o cliente final, deixando sobre sua responsabilidade apenas a produção e disponibilização hábil dos seus produtos!

 

Redes Sociais

Se você está em outra pegada e ainda não se sente seguro para alçar voos maiores as redes sociais mais famosas contam com recursos específicos para te ajudar! Em 2020 o número de registros de negócios que utilizaram essas plataformas subiu de 59% em maio para 70% no final do ano.

De acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o WhatsApp é utilizado por 84% das pequenas empresas que trabalham on-line, o Instagram tem 54% de penetração e o Facebook, 51%.

Através do WhatsApp, por exemplo, é possível aproveitar a função Business para tocar os negócios da empresa. Esse tipo de perfil conta com ferramentas para ajudar no contato com o cliente, como envio de respostas automáticas e catálogo de produtos.

Já o Facebook e o Instagram também oferecem funções diferenciadas para perfis empresariais, o que permite um monitoramento detalhado sobre o engajamento do público. Inclusive, as duas redes sociais contam com recursos para criar lojas no próprio aplicativo!

 

Fora da caixinha

Se você pensa que apenas os negócios que envolvem ovos de chocolate, doces e forminhas para ovos podem se destacar na Páscoa, está engando! A data é importante para lojas de todos os segmentos, que podem aproveitar para fazer campanhas especiais.

É só por a cachola para trabalhar. Uma loja de produtos fitness pode fazer campanhas e destacar seus doces que têm baixo teor de açúcar, por exemplo! Tudo a ver, não é?

Agora, se o seu negócio não está ligado diretamente à Páscoa, nem chocolate menos gorduroso, uma ideia é destacar uma linha de produtos específica para celebrar a data. Ou, ainda, promover um desconto especial durante o mês ou disponibilizar frete grátis com o código promocional “páscoa”. Lembre-se que as pessoas vão pesquisar “Páscoa” por aí, então atrele suas campanhas à data e atinja um público ainda maior!

Mostrar Aviso
shares
X